quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Rio Grande

Comentando sobre os últimos dias. Em Rio Gallegos, onde fiz dois dias de folga, tratei de levantar mais algumas informaçoes sobre o trecho que estava por vir. Os centros de informaçoes estao em quase todas as cidades e geralmente é bem fácil encontra-los. Está certo que as vezes as informaçoes nao estao 100% corretas, mas tudo bem. Bom, dessa vez em Rio Gallegos o que tinham me passado era de que eu teria muito mais estrada de chao do que realmente tive. Foram somente 145 km de rípio. Na verdade também era pedir muito que me passassem do lado argentino informaçoes corretas sobre o Chile....rsrsrsrs
Em Rio Gallegos tratei de recarregar as baterias! Me dei até o luxo, depois de mais de 30 dias de estrada, de ir almoçar. Fui num "Tenedor Libre" e mandei ver!!Troquei a corrente da bike, dei uma limpadinha com o canivete no K7 (estava feio a coisa!!!) pois a corrente nova começou a querer dar uns pulinhos.
Dia 10, saí de Rio Gallegos rumo a Punta Delgada no Chile. Tramites Aduaneiras bem rápidos e vamo embora!! Aqui vale um aviso aos navegantes. Em dia que se cruza fronteira é bom ter poucas frutas, derivados de leite, mel entre outras coisas de comer na bagagem, pois senao perdes tudo devido a proibiçao de adentrar o outro país com alguns itens. Entao quando for passar aduanas leve alimentos industrializados, e uma quantidade de frutas que possas comer no caminho antes de chegar a tais pontos de controle.
Voltando ao relato, nesse dia acabei indo até o povoado de Cerro Sombrero (Chile). Pensei que ia passar um aperto pois no mercado nao tinha muita coisa pra escolher, e o que fosse escolher nao poderia entrar nas restriçoes aduaneiras uma vez que no outro dia cruzaria a fronteira novamente para a Argentina. Nem tinha feito cambio para pesos chilenos, mas tb nem foi problema. Na balsa que cruza o estreito de Magalhaes nao me cobraram e no mercadinho que nao tinha nada em Cerro Sombrero, por incrível que pareça aceitava cartao!!! Nesse dia tive um problema mecânico em decorrencia de uma "cagada" na hora de apoiar a bike para ir pedir informaçoes na municipalidade, apoiei a bike meio mal e com o vento ela acabou fazendo umas acrobacias e deu um baita guascaço com a coroa grande no piso. Tive de tirar a coroa e endireitá-la.
Dia 11 saí de Cerro Sombrero e o rípio me esperava. Segundo recomendaçoes de locais peguei uma estrada que segundo eles estaria melhor, seria mais abrigada do vento e nao teria caminhoes. Estavam certos! E além disso era muito bonita tb. Na verdade a mais legal até agora, mesmo sendo de chao. Alguns trechs com "costelas de vaca", outros bem lisinhos....de maneira geral estava muito bom, e foram só 145 km até a aduana argentina, depois volta a ser pavimentado. A princípio ficaria ali pela aduana argentina, mas como o vento estava forte e ali a estrada se manteria em uma direçao favorável, decidi tocar até Rio grande. Foram mais 80 km alucinados com média bem acima de 30 por hora, sendo a estrada aí toda pavimentada.
Olha, acredito que quem venha para essas bandas ano que vem nem chegue a pegar nada de rípio, pois estao trabalhando, pavimentando, este trecho restante.
Se as coisas se mantiverem na normalidade hoje chego a Tolhuin e amanha a Ushuaia. Como sao só 100 km até Tolhuin aproveitei para esticar o sono e sairei um pouco mais tarde.
Por enquanto é isso, abraço.

6 comentários:

Anônimo disse...

daee rapaz, parabéns pela sua trip! invejável! hehehe

To saindo rumo à patagonia de carro na semana que vem. Qual é sua média diária de gastos com hospedagem e alimentação?

Muito Obrigado,
Lucas

Anônimo disse...

Ricardo, vai um recado da tia Dora para ti:
"Ricardo: já estou me preparando para ir contigo na próxima viagem. Para mim, isto será uma barbada... Quero que tenhas um Natal e Ano Novo com muito amor, saúde, dinheiro e uma boa Bike. Te amo, tia Dora."

Rubia Muttini disse...

Oi, Ricardo!!!!!! Juro que duvidei que tu ias mesmo atualizar esse blog. Me ferrei! Adorei tudo que li, as fotos que vi e gostei de apreciar teu bom humor, além, claro, de ter ficado muito feliz em saber que está tudo certo. Que coragem extraordinária a tua! Muito legal ver o apoio dos amigos e parentes também. Não sei se te invejo ou só te admiro, pois às vezes dá vontade de ir junto na bike, outras não sei se teria a mesma força de vontade, disposição e coragem. Eu estou aqui torcendo por ti, vou te acompanhar todo dia, te desejar a melhor viagem do mundo! Depois vou querer um autógrafo. Hoje acho que a bike que ganhei no "Quebra-Gelo" era do teu bilhete, e não do meu - tens uma relação muito profunda com esse Aparat. Beijão amigo querido! Cuide-se,
Ruby

joaonegao disse...

mas esse gaudério tá voando baixo!!!
orrax, já está quase onde o vento nasce...
como está a temperatura por aí??

aquele saudoso abraço, forte e por trás hahahahaha
cadência porra, cadência!!!

Cristina de Oliveira disse...

E ai? Que saudades! Quando vi teus planos, nem acreditei que tu ia mesmo. Vou falar pro teu maridão entrar e te deixar um recado. Te cuida guri. Pelo que li tua mãe sabe que tu ta ai, então nem vou me preocupar em avisar a minha mãe. Muitos Beijos. Cristina

vieirasnofimdomundo disse...

Cara, seu blog virou leitura de "cabeceira". Parabéns novamente. Minha viagem começa na próxima semana. Estou contando os dias...